Janeiro de 2012

Uma biografia de Maria Bonita, todos os romances de Machado de Assis em hipertexto, livro sobre a história do design gráfico no Brasil, fechamento de livraria tradicional, chegada de nova editora ao país, as crônicas do jovem Drummond, a ruidosa despedida de Rita Lee dos palcos e uma foto até então inédita de Tim Maia de cuecas foram alguns dos principais assuntos em janeiro de 2012.

► Dois anos após inundação São Luiz do Paraitinga está 80% reconstruída – http://migre.me/7nabM

► Apenas sete habitantes vivem em cidade fantasma no sertão do Ceará – http://migre.me/7nzkk

► Romances de MACHADO DE ASSIS em hipertexto – http://migre.me/7oLX4

••► Poemas de GREGÓRIO DE MATOS em hipertexto. http://migre.me/7oLXG

► Centro histórico de Salvador entra na lista dos sítios do patrimônio mundial em risco. – http://migre.me/7okMD

► DC Comics lança obras de quadrinistas brasileiros. http://migre.me/7pdjJ

► Documentário celebra dez anos de Cidade de Deus. http://migre.me/7suwf

► Rainha do cangaço MARIA BONITA ganha estudo da neta em seu centenário. http://migre.me/7sUf1

► Polícia prende acusado de roubar óculos de LAMPIÃO após pedido de resgate. http://migre.me/7uASJ

► Após 40 anos, Livraria Camões anuncia fim das atividades. http://migre.me/7uBXG

► Bom momento do Brasil motiva chegada de editora portuguesa. http://migre.me/7wgEf

► Megalivro revê a história do design gráfico no Brasil. http://migre.me/7GxGx

► O despertar de CARLOS DRUMMOND DE ANDRADE. http://migre.me/7DMnO

► As primeiras crônicas do jovem DRUMMOND. http://migre.me/7DMo8

► Secretaria de Segurança Pública de SP exalta “Revolução” de 64 em página oficial. http://migre.me/7HDZl

••► O CRUZEIRO, como grande parte da imprensa da época, apoiou e festejou o golpe de 64. http://migre.me/7HFsO

► Aos 88 anos, PAULO VANZOLINI, cientista e embaixador do samba paulista, ganha o devido reconhecimento. http://migre.me/7GrT0

► No dia 22 de janeiro, RITA LEE anuncia aposentadoria dos palcos durante show no Rio de Janeiro. http://migre.me/7DMmo
Dia 29 – Rita Lee é detida após show em Aracaju http://migre.me/7IBOI, mas foi logo liberada http://migre.me/7IBQ0
Dia 30 – Marido de Rita Lee lembra prisão de 1976 e ajuda de Elis Regina. http://migre.me/7KCST
Dia 31 – Governador de Sergipe diz que não vai processar Rita Lee. http://migre.me/7KCSk

► Quase 14 anos depois de sua morte, surge uma foto de TIM MAIA apenas de cuecas e camisa rasgada. A imagem se espalha pelo Facebook e logo é censurada pelos “procuradores de Tim Maia”. Sandro Fortunato, editor do Memória Viva, comenta em seu blog no texto Retrato do Grão-Mestre Varonil » http://migre.me/7IMjf

* * * * * * * *

 Falecimentos

► 03/01 – Morre a poeta e militante BEATRIZ RYFF. http://migre.me/7oySR

► 15/01 – Morre, aos 91 anos, SEU TEODORO um dos mestres da cultura popular do Distrito Federal. http://migre.me/7ylzl

► 16/01 – Escritor BARTOLOMEU CAMPOS DE QUEIRÓS morre aos 66 anos. http://migre.me/7yJcw

► 16/01 – Morre em São Paulo diretor de teatro FERNANDO PEIXOTO. http://migre.me/7yjJC

► 17/01 – Morre a cantora CARMINHA MASCARENHAS. http://migre.me/7zrDr

► 30/01 – Cineasta LINDUARTE NORONHA morre em hospital de João Pessoa. http://migre.me/7JQd6

* * * * * * * *

Efemérides, homenagens e destaques do Memória Viva

01/01 – 86 anos de MARIA DELLA COSTA
••► Álbum com 15 fotos da atriz » http://migre.me/7mTkc

06/01 – 414 anos da Fortaleza dos Reis Magos em Natal (RN)
••► Veja álbum especial preparado pelo Memória Viva » http://migre.me/7qJSW

9/01 – 92 anos do nascimento de JOÃO CABRAL DE MELO NETO
► JOÃO CABRAL recitando trecho de Morte e Vida Severina . http://migre.me/7suuZ
Morte e Vida Severina em desenho animado. http://migre.me/7suvz

••► [na íntegra] Entrevista de CLARICE LISPECTOR a´O Pasquim (1974) http://migre.me/7wuWG

••► 18/01 – 78 anos do nascimento de MAURO GONÇALVES, o ZACARIAS » http://migre.me/7AjAj

19/01 – 30 anos da morte de ELIS REGINA
► “Geniosa”, “exigente” e “kamikaze”, ELIS REGINA morria há 30 anos. http://migre.me/7AvQe
► ELIS REGINA: uma “garimpeira” da música brasileira. http://migre.me/7AvRp
► Para historiadora, ELIS REGINA representa uma síntese da MPB. http://migre.me/7AvS0
► A falta que ELIS faz. http://migre.me/7AvSs
► Aniversário de morte de ELIS REGINA vai render lançamentos e reedições. http://migre.me/7AvSN
► Mostra multimídia marca os 30 anos da morte de ELIS REGINA. http://migre.me/7yjJV
► Discos e livros lembram vida e músicas de ELIS REGINA. http://migre.me/7yjKw

19/01 – 70 anos do nascimento de NARA LEÃO
► A lição de NARA: não é preciso gritar para fazer barulho. http://migre.me/7AsKe
► Site oficial de NARA LEÃO » www.naraleao.com.br
••► NARA LEÃO em 17 momentos » http://migre.me/7AuUL
••► [na íntegra] Entrevista de NARA LEÃO a’O Pasquim (1969) » http://migre.me/7AsKu

► Em 20/01/1866 nascia EUCLIDES DA CUNHA. Baixe Os Sertões e outras obras de sua autoria. http://migre.me/7Bi2D

► Em 20/01/1951 era inaugurada a TV TUPI do Rio de Janeiro. Baixe o livro que conta sua história. http://migre.me/7Bidu

22/01, 35 anos sem MAYSA.
••► MAYSA em entrevista a’O Pasquim (julho de 1969) » http://migre.me/7KI8x

25/01 – 85 anos do nascimento de TOM JOBIM
► Documentário musical abre o ano TOM JOBIM nos cinemas. http://migre.me/7zsmP
••► TOM JOBIM em 20 fotos » http://migre.me/7Fzrr

25/01 – 458 anos de SÃO PAULO
••► SÃO PAULO ANTIGA – 38 imagens dos séculos XIX e XX » http://migre.me/7FEM1
► Conheça SÃO PAULO por meio de suas ruas (anos 50, 60, 70 e 80) http://migre.me/7ECyt
••► 50 fotos para mostrar que SÃO PAULO continua linda no século XXI. » http://migre.me/7FPJa

► 27/01 – WALDIR AZEVEDO, 89 anos – www.waldirazevedo.com.br

► 30/01 – Centenário de HERIVELTO MARTINS será comemorado em poucos eventos. http://migre.me/7Jzlk

 

120 notícias de 2011 sobre cultura e artes brasileiras

Já descontados os assuntos tratados nas postagens anteriores (o ano da ministra da Cultura, o fim do Belas Artes, as personagens que nos deixaram e os brasileiros que foram destaque no exterior), selecionamos 120 notícias da clipagem que fazemos diariamente em nossos perfis nas redes sociais.

Procuramos separá-las por categorias (algumas caberiam em mais de uma) e, em cada uma delas, procuramos manter a ordem cronológica. Temos certeza de que muitas delas serão de seu interesse, algumas você deixou passar e outras ainda parecerão curiosas e surpreendentes.

Em 2012, esperamos que você acompanhe de perto, todos os dias, nossa clipagem no Twitter e no Facebook. A propósito: aí vai uma lista feita pelo jornal O Estado de S. Paulo com os 198 melhores Twitters para se informar. E, é claro, MEMÓRIA VIVA está nela.

LIVROS
Lançamentos de livros, leitura, bibliotecas, mercado editorial…

► Fotógrafa reúne em livro flagrantes históricos dos artistas da MPB. http://migre.me/3u5rm

► Livro faz homenagem às cantoras da era de ouro do rádio brasileiro. http://migre.me/3PFpm

► Dados sobre Leitura no Brasil são escassos e inconsistentes. http://migre.me/3Q1kV

► Ler fica cada vez mais pesado para o bolso. http://migre.me/4beT6

► Era uma vez um “desarrumador” de bibliotecas…. http://migre.me/4beTT

► Hábito da leitura cresce entre crianças e jovens brasileiros. http://migre.me/51h6I

Literatura e Afrodescendência no Brasil aborda herança africana para as letras no país. http://migre.me/5WpMt

► Livro traz 300 capas de jornais alternativos clandestinos e produzidos no exílio durante a ditadura. http://migre.me/5ZNJJ

► Amigos de Glauber apontam erros, e Nelson Motta corrige biografia http://migre.me/64g2a

► Lançada a publicação Museus em Números com informações sobre 1,5 mil unidades do país. http://migre.me/6bvUL

► Jabuti desclassifica três finalistas. http://migre.me/5LFX1
» Exclusivo: mudança no resultado do Jabuti. http://migre.me/5XskO

► Justiça proíbe lançamento de livro que aponta suposta homossexualidade de Lampião. http://migre.me/6fdWC

► Livro conta a história da maior tragédia circense do Brasil, o incêndio do Gran Circo Norte-Americano. http://migre.me/6g1dk

► Livro reúne crônicas e cartas de Otto Lara Resende. http://migre.me/6grwO

► Livro conta as histórias do Teatro Municipal de São Paulo. http://migre.me/6ik30

► Os livros proibidos durante o regime militar. http://migre.me/6gry4

► Global Editora vai publicar Cecília Meireles e Manuel Bandeira. http://migre.me/6jci4
» Briga familiar ameaça reedição de obras de Cecília Meireles. http://migre.me/76xkC

► Saem do baú inéditos de Guimarães Rosa. http://migre.me/6jcih

► Índios do Pará lançam livro para preservar tradições e idioma. http://migre.me/775lR

► Os 12 autores brasileiros mais lidos no mundo. http://migre.me/775pA

► Dono da editora mais antiga do país cria selo com patrocínio. http://migre.me/7iB5r

► Livro reconta história da cidade de São Paulo com documentos públicos. http://migre.me/7jUL0

* * * * * * * *

CINEMA

► Após ser indicado ao Oscar, Lixo Extraordinário vem sendo o centro de polêmica. http://migre.me/3Q1ky

► Novos Baianos: Estreia filme com a história do grupo.  http://migre.me/5k9Nw

► Cine Paissandu reabre em 2012 com palco para shows e nova sala de cinema. http://migre.me/5VrSW

► Breno Silveira vai filmar a história de amor e dor entre Gonzaguinha e seu pai, Luiz Gonzaga. http://migre.me/65u1w

► Mostra em São Paulo apresenta primeiros filmes protagonizados por negros. http://migre.me/65xvy

► Documentário Rock Brasília: a era de ouro traz imagens inéditas de Renato Russo. Assista o trailer. http://migre.me/5OsOv

► O filme brasileiro A Cadeira do Pai é selecionado para o Festival de Sundance 2012. http://migre.me/6hyDk

► Documentário sobre Raul é destaque para 2012. http://migre.me/76vQV

► Um em cada 3 filmes nacionais vende só até 1.000 ingressos. http://migre.me/775pk

Girimunho recebe prêmio no Festival de Havana. http://migre.me/77TTH

► Dora neta de Tom Jobim se prepara para lançar seu primeiro doc sobre o avô. http://migre.me/7aXCP

* * * * * * * *

MÚSICA

► Música inédita de Elis Regina é encontrada e fará parte de álbum com raridades. http://migre.me/6gC2t

► Série de CDs reúne 104 gravações de Ataulfo Alves. http://migre.me/6hp7j

* * * * * * * *

TEATRO

► Shakespeare ganha sotaque do Nordeste em peça que entoa rock. http://migre.me/3Az92

► Ator Paulo Autran é declarado patrono do teatro brasileiro. http://migre.me/5is9F

* * * * * * * *

PRESERVAÇÃO E MEMÓRIA

► O luxo da São Paulo antiga. http://migre.me/3xS3G

► Professores da UFMG desenvolvem pesquisa que permite recuperação de acervo da obra de Portinari. http://migre.me/3TUJM

► Obra do Brasil imperial é descoberta em escavações no Rio de Janeiro. http://migre.me/3YHO8

► Hermínio Bello de Carvalho irá doar seu acervo ao Museu da Imagem e do Som. http://migre.me/45mxQ

► Ouro Preto recebe restos mortais de inconfidentes que morreram na África. http://migre.me/4beKg

► Arquivos da família e outros materiais inéditos mostram uma Elis que quase ninguém viu. http://migre.me/45rv4

► Arcos da Lapa são “redescobertos” em restauração no Rio. http://migre.me/48gzg

► Em Sergipe, Museu Arqueológico do Xingó preserva o patrimônio de quase 60 sítios arqueológicos. http://migre.me/60ioI

► Restauração em escola de BH revela pinturas históricas. http://migre.me/62cgJ

► Documentos inéditos de José de Alencar começam a ser recuperados. http://migre.me/63VaP

► Rio cria circuito histórico para celebrar herança africana. http://migre.me/6aVnA

► Solar da Marquesa e Casa da Imagem reabrem no centro de São Paulo. http://migre.me/6cao3

► Militares cassados pela ditadura transferem acervo de documentos para a Unesp. http://migre.me/6iNqp

► Muro de pedras feito por escravos é encontrado em Agricolândia (PI) . http://migre.me/77TUq

► Localizado no interior do Amapá, “Stonehenge brasileiro” ainda é desconhecido do público. http://migre.me/77TUN

► Pesquisa mapeia publicidade e cotidiano feminino dos anos 1920. http://migre.me/7d2Px

► Avenida Paulista vai ganhar mais um museu. http://migre.me/7dl5l

E algumas sobre falta de preservação e desrespeito à memória:

► Roubos no Cemitério do Alecrim, em Natal. http://migre.me/3UmDK

► Fantasmas de cemitério (roubos aos cemitérios de São Paulo). http://migre.me/3XFnD

► Boal deixa o Brasil: sem apoio do governo ou da iniciativa privada, acervo vai para os EUA. http://migre.me/5ir99

► Sítio do Pica Pau Amarelo, um patrimônio de Guaratiba (RJ) em ruínas. http://migre.me/5vSAO

* * * * * * * *

EXPOSIÇÕES

► Museu de Arte Contemporânea da USP faz exposição sobre acervo recolhido durante a ditadura militar. http://migre.me/3yjGL

► Casa de Cora Coralina reabre para visitação pública. http://migre.me/3HajI

► Rótulos de cachaça e cartazes de bonde em exposição no Instituto Tomie Ohtake. http://migre.me/3PG6j

► As mulheres nuas dos outros. http://migre.me/3YE6m

► Exposição mostra como Oswald de Andrade antecipou discussão sobre direitos autorais. http://migre.me/5SQCV

► Exposição conta a história dos movimentos de resistência e da repressão em São Paulo. http://migre.me/6gryk

* * * * * * * *

SITES E EXPOSIÇÕES VIRTUAIS

► Casa de Portinari cria tour virtual. http://migre.me/3Omnv

► Exposição virtual “Manuscritos na História”. http://migre.me/4FKg0

► Novo site disponibiliza obra da compositora Chiquinha Gonzaga. http://migre.me/5XjdD

► Site de exposições virtuais do Arquivo Nacional.
www.exposicoesvirtuais.arquivonacional.gov.br

► Arquivo PEDRO NAVA. www.pedronava.clientes.tecnopop.com.br

► Linha do tempo do Rio de Janeiro – De 1565 a 2005. http://migre.me/7eVIn

► Site sobre a exposição “O Naturalismo na Literatura Brasileira”. http://migre.me/7kaep

* * * * * * * *

EFEMÉRIDES E HOMENAGENS

► Centenário de Mário Lago inspira CDs, livros e filme. http://migre.me/3NYpS

► Prefeitura do Rio inaugura busto de escritor Lima Barreto na Lapa. http://migre.me/42Ff1

► Há 300 anos: Vila de São Paulo tornava-se cidade: http://migre.me/5eTQT

► Nelson Cavaquinho ganha livro, discos e shows em seu centenário. http://migre.me/5ZRT2

► Comemoração do centenário de Nelson Rodrigues terá peças, filme e exposição. http://migre.me/669EO

► Mário Lago estaria completando 100 anos hoje (26/11). http://migre.me/6fsMT

► O bis de Cássia Eller – Documentário livro e CDs. http://migre.me/76vQx

► Sanfoneiros começam a celebrar o centenário de Luiz Gonzaga. http://migre.me/77V8G

► Manoel de Barros, um dos maiores poetas brasileiros vivos, completa 95 anos hoje. http://migre.me/7d42d

* * * * * * * *

DIGITALIZAÇÕES

► 50 números digitalizados da revista Bello Horizonte. http://migre.me/3SbmT

► Conheça a maior biblioteca digital do país, com acervo de 32 milhões de arquivos. http://migre.me/4bicc

► Arquivo Público digitaliza jornais da chamada “Imprensa Negra”. http://migre.me/4wwFz

► Todas as edições da revista A Pomba digitalizadas. http://migre.me/4wSz7

► Acervo digitaliza jornais e revistas dos séculos XIX e XX. http://migre.me/71VID

* * * * * * * *

ARTIGOS E OUTRAS INDICAÇÕES DE LEITURA

► Jornalista americano encontrou o homem mais sozinho do mundo: um índio sem tribo que vive na floresta Amazônica. http://migre.me/3vsSo

► Índios isolados – Compare as fotos recentes com as feitas por Jean Manzon em 1944. http://migre.me/3MCkD

► Após 32 anos, encontrada menina da foto que virou símbolo de desgaste da ditadura. http://migre.me/51Z70

► Rita de Cássia Farret, a professora mais antiga em atuação no Ensino Fundamental do Brasil. http://migre.me/48gyE

► Em Londrina, mulher com cem anos voltou à escola porque quer aprender a ler e a escrever. http://migre.me/51nlY

► Lima Barreto, cronista do protesto eterno. http://migre.me/5vtTt

► FBI espionou mulher de presidente brasileiro. http://migre.me/5SQyz

► Lêdo Ivo cobra uma poesia mais indignada com problemas sociais. http://migre.me/5TrSX

► Só tem futuro quem guarda sua memória. http://migre.me/5Xjgx

► A militância política de Cruz e Sousa. http://migre.me/69ukW

► Elisa Lispector irmã de Clarice. http://migre.me/6jEJr

► Glauber Rocha, esse vulcão http://migre.me/7dXek

► Foto mostra Dilma jovem em interrogatório em 1970. http://migre.me/6j5Mt

* * * * * * * *

VÁRIOS

► Duas tetranetas de Tiradentes também vão pedir pensão. http://migre.me/3Ky1O
» Duas tetranetas de Tiradentes desistem de pedir superpensão. http://migre.me/3UWRn

► Benício descobre plágio da capa que fez em 1982 para Erasmo Carlos. http://migre.me/3LrUo

► Fim do projeto que cessa a censura às biografias. http://migre.me/3OWoX

► “Veto a biografias é indigno de um país civilizado”, diz autor de Clarice,. http://migre.me/3T2c9

► Fernando Morais e a lei que acaba com a censura a biografias: “A imagem da pessoa pública é pública”. http://migre.me/3Z5jn

► Biografia de Paulo Coelho escrita por Fernando Morais gerou ação do ex-ministro Celso Lafer. http://migre.me/3SBuY

► Incêndio destrói Cata Livros, o mais antigo sebo em atividade em Natal. http://migre.me/3TEq0

► MinC torna público texto da reforma do direito autoral. http://migre.me/46K4S

Morte e Vida Severina vira desenho animado. http://migre.me/4beLa

► Marceneiro acha obra de arte no lixo da USP. http://migre.me/4dKG0

► O Assassinato de Machado de Assis. http://migre.me/4dKHl

► Estudiosos tentam limpar racismo da obra de Lobato, diz escritora. http://migre.me/4vWTp

► Escritores riem da tese da velha mídia sobre livro didático e língua popular “errados”. http://migre.me/4AbNy

► Rubem Alves: “Eu nunca vi alguém se tornar escritor por saber análise sintática.” http://migre.me/4BYLG

► Senado exclui impeachment de Collor da galeria. http://migre.me/4G8Hx
» Sarney volta atrás no túnel do tempo. http://migre.me/4GI3N

► Sotaque da Mooca pode virar patrimônio imaterial de São Paulo.  http://migre.me/4JcUA

► “Não podemos fazer WikiLeaks da história do Brasil”, diz Sarney. http://migre.me/53pQw

► Pesquisa revela que quase metade da população brasileira não consome cultura porque não quer. http://migre.me/59hrI

► Homem alega ser filho de Chatô e aciona Justiça em busca de R$ 1 bilhão. http://migre.me/5vtRH

► Fundação Palmares apresenta o projeto Cantando e Contando a História do Samba. http://migre.me/6hyDM

► Pesquisador diz ter achado obra de Aleijadinho no Peru. http://migre.me/78JL5

► Ana Maria Machado assume a presidência da ABL. http://migre.me/7aGQ6

Fazendo bonito lá fora

Nem só de axé, breganejo, sol e corpos nus se faz a imagem do Brasil lá fora. Na política e na economia, o país está bem na fita. Na música, sempre fez bonito. O cinema começa a chamar atenção de novo. Para representar essas conquistas, escolhemos três brasileiros que foram destaque no exterior em 2011: os veteranos Zé do Caixão e Hermeto Pascoal, e a jovem Andréa del Fuego, vencedora do Prêmio Literário José Saramago 2011.

Zé do Caixão no The New York Times
A Cult Figure Conjures the Macabre

Andréa del Fuego no Público
Prémio José Saramago 2011 atribuído à escritora brasileira Andréa del Fuego

Hermeto Pascoal no The Guardian
The whole world in his hands

Eles nos deixaram em 2011 (II)

Aqui estão mais 15 personalidades que nos deixaram em 2011 e de quem sempre lembraremos com carinho e admiração (veja a primeira parte no post anterior).

Billy Blanco
Cantor e compositor. William Blanco Abrunhosa Trindade nasceu no dia 8 de maio de 1924 em Belém (PA). Foi um dos precursores da Bossa Nova. Compôs mais de 500 músicas, gravadas por cantores como João Gilberto, Elis Regina, Dick Farney, Lúcio Alves, Dolores Duran e outros grandes nomes. Fez parcerias com Tom Jobim, Baden Powell e Sebastião Tapajós, dentre outros. Faleceu aos 87 anos, no dia 8 de julho, de parada cardíaca, nove meses após ter sofrido um AVC.

Oswaldo Lacerda
Compositor. Nasceu em São Paulo, em março de 1927. Começou a tocar piano aos 5 anos. Mais tarde, em 1952, passaria também a compor, ao estudar com Camargo Guarnieri, um dos defensores do que o escritor Mário de Andrade chamava de “música de caráter essencialmente nacional”. Em 1962, tornou-se o primeiro brasileiro a usufruir a bolsa da Fundação Guggenheim. Estudou nos Estados Unidos com Aaron Copland. Faleceu aos 84 anos, no dia 18 de julho, em São Paulo, por falência múltipla dos órgãos.

Ítalo Rossi
Ator. Ítalo Balbo di Fratti Coppola Rossi nasceu em Botucatu (SP) em 19 de janeiro de 1931. Estreou no Teatro Brasileiro de Comédias (TBC). Em sua carreira de mais de 50 anos, participou de mais de 400 montagens. Esteve no palco até os últimos anos de vida. Foi um dos fundadores do Teatro dos Sete, ao lado de Fernanda Montenegro, Sergio Britto e Fernando Torres. Nos anos 1980, ganhou três prêmios Molière, o mais importante das artes cênicas no Brasil. Na televisão, iniciou a carreira em 1963, na extinta TV Rio, e participou de dezenas de novelas, séries e especiais. Seu último trabalho na televisão foi como Seu Ladir, no humorístico Toma Lá, Dá Cá, dono do bordão “É mara!”, que caiu no gosto popular. No cinema, participou de cerca de 20 filmes. Faleceu aos 80 anos, no dia 2 de agosto, no Rio de Janeiro, de complicações respiratórias.

Marcos Plonka
Ator e humorista. Marcos Plonka nasceu em 26 de setembro de 1939, em São Paulo. Era filho de judeus poloneses. Na tevê, fez novelas na Tupi como Terror nas Trevas (1963), Alma Cigana (1964), O Direito de Nascer (1964) e O Machão (1974). Fez dublagens e, já experiente, foi para a TV Globo, onde participou de vários programas de humor como Planeta dos Homens, Balança, mas não cai, Os Trapalhões, Chico Anizio Show, Chico City e Escolinha do Professor Raimundo. Neste último, na década de 1990, consagrou-se com o personagem judeu Samuel Blaustein, que repetia o bordão “Fazemos qualquer negócio”. Faleceu ao 71 anos, no dia 8 de setembro, de infarto fulminante.

Marcos Santarrita
Escritor, tradutor e jornalista. Marcos Santarrita nasceu em Aracaju (SE), no dia 16 de abril de 1941, e foi criado na Bahia. Começou sua carreira literária colaborando, com traduções e contos, para o Jornal da Bahia, A Tarde e Diário de Notícias. Em 1967, transferiu-se para o Rio de Janeiro. Foi redator dos jornais O Globo, Jornal do Brasil e Última Hora, além de ter trabalhado na revista Fatos e Fotos. Também colaborou com o jornal Folha de S. Paulo e a revista IstoÉ. Traduziu para o português mais de 120 obras de autores como Alexandre Dumas, Philip Roth, Dashiell Hammett, Eric Hobsbawm, J. G. Ballard e Charles Bukowski. Foi ganhador de dois prêmios da Academia Brasileira de Letras: um de ficção, por seu romance Mares do Sul, em 2001; e de tradução (pelo conjunto da obra tradutória), em 2004. Faleceu aos 70 anos, no dia 5 de outubro, no Rio de Janeiro, vítima de câncer de pulmão.

José Vasconcelos
Ator, radialista e humorista. José Thomaz da Cunha Vasconcellos Neto nasceu no dia 20 de março de 1926, em Rio Branco (AC). Importante pioneiro do humor no rádio, na tevê e no palco. Estreou no rádio no início dos anos 1940, imitando as vozes de outros locutores e artistas. No cinema, sua estreia foi em Este Mundo é um Pandeiro (1947), filme de Watson Macedo com Oscarito no elenco. Produziu e atuou no primeiro programa humorístico da tevê brasileira, A Toca do Zé, na TV Tupi, em 1952. Atravessou a década de 1950 apresentando Eu Sou o Espetáculo, um show de humor solo. Em 1960, gravou um disco com o mesmo nome e vendeu mais de 100 mil cópias. As gerações mais recentes o conheceram como o gago Rui Barbosa Sa-Silva, da Escolinha do Professor Raimundo, nos anos 1990, personagem depois apresentado em outros humorísticos. Há alguns anos, sofria de Mal de Alzheimer e problemas renais. Faleceu aos 85 anos, no dia 11 de outubro, de uma parada cardíaca.

Leon Cakoff
Jornalista, produtor, diretor e crítico de cinema, fundador da Mostra Internacional de Cinema de São Paulo. Leon Chadarevian nasceu em 25 de junho de 1948, em Alepo, na Síria. Veio para ao Brasil aos oito anos. O sobrenome Cakoff foi adotado após ter problemas com a censura durante a ditadura. A partir de 1974, dirigiu o Departamento de Cinema do Museu de Arte de São Paulo (Masp). Escreveu para o Diário da Noite, Diário de São Paulo, Folha de S. Paulo e Valor Econômico. Faleceu aos 63 anos, em 14 de outubro, de câncer.

Luiz Mendes
Radialista. Luiz Pineda Mendes nasceu em 9 de junho de 1924, em Palmeira das Missões (RS). Sua carreira teve início na década de 40, na Rádio Farroupilha, de Porto Alegre. Em 1950, já no Rio de Janeiro, narrou para a Rádio Globo o jogo decisivo da Copa do Mundo, em que o Brasil perdeu para o Uruguai. Trabalhou como locutor e comentarista em 16 das 19 Copas do Mundo. Era conhecido como “o comentarista da palavra fácil” e, por mais de 60 anos, iniciava suas transmissões com o bordão “Minha gente…”. Faleceu aos 87 anos, em 27 de outubro, no Rio de Janeiro, vítima de complicações decorrentes do diabetes.

Adriano Reys
Ator. Adriano nasceu no Rio de Janeiro em 20 de julho de 1933. Começou sua carreira no cinema em 1953 no filme É pra casar?. Depois de mais 13 filmes no cinema, passou a atuar na tevê, em 1970. Fez novelas na TV Tupi, na Globo e na Record. Faleceu aos 78 anos, em 20 de novembro, de câncer no fígado e no peritônio.

Sócrates
Jogador de futebol e médico. Sócrates Brasileiro Sampaio de Souza Vieira de Oliveira nasceu em 19 de fevereiro de 1954, em Belém (PA). Começou sua carreira no Botafogo de Ribeirão Preto, no interior de São Paulo. Em paralelo, cursava Medicina na USP e, por isso, quase não treinava. Em 1978, foi para o Corinthians, onde se consagrou como ídolo. Já médico formado, ganhou da torcida o apelido de Doutor. Participou das Copas do Mundo de 1982 (como capitão) e de 1986. Passou pelo Fiorentina, da Itália, Flamengo e Santos. Não era somente um jogador consagrado pela cultura popular. Politizado, teve participação ativa durante a campanha das Diretas Já, nos anos 1980. Foi articulista de revista, comentarista de tevê e ainda passou pela música (gravando um disco em 1980), pelo teatro (como produtor), pela literatura e pelo cinema. O abuso no consumo do álcool o levou a sérios problemas gástricos. Faleceu aos 57 anos, no dia 4 de outubro. Sua morte teve repercussão mundial, sendo noticiada nos principais jornais da América do Sul, Europa e Estados Unidos.

Bernardo Jablonski
Ator, diretor de teatro, crítico, roteirista, professor e doutor em Psicologia. Bernardo Jablonski nasceu em 1º de janeiro de 1952, no Rio. Para o grande público, ele era o Aderbal, do humorístico de tevê Zorra Total, programa do qual também era um dos roteiristas. Além das muitas atribuições na área artística, tinha um currículo invejável em sua carreira acadêmica. Era Doutor em Psicologia Social, professor universitário e publicou uma imensa quantidade de artigos e livros. Foi casado durante 13 anos com a atriz Maria Clara Gueiros, com quem teve dois filhos. Faleceu aos 59 anos, no dia 28 de outubro, de câncer no fígado.

Rodolfo Bottino
Ator e chef de cozinha. Rodolfo Bottino Júnior nasceu no dia 11 de fevereiro de 1959, no Rio de Janeiro. Cursou Engenharia Civil na Universidade Federal do Rio de Janeiro, mas seguiu carreira artística. Começou a trabalhar em teatro ainda durante a faculdade. Seu primeiro trabalho na TV Globo foi a novela Livre para voar, de 1984. Na década seguinte, faria outras oito novelas e a minissérie Anos Dourados. Foi dono de restaurante e chef de cozinha nos anos 1980. Apresentou dois programas de culinária e gastronomia: Gema Brasil, na Rede Brasil, e UD Gourmet, no Shoptime. Era portador do vírus da AIDS desde os anos 90 e superou um câncer de pulmão em 2006. Faleceu aos 52 anos, no dia 11 de dezembro, em Salvador, vítima de embolia pulmonar.

Joãosinho Trinta
Carnavalesco, artista plástico, cenógrafo e bailarino. João Clemente Jorge Trinta nasceu no dia 23 de novembro de 1933, em São Luís do Maranhão. Mudou-se para o Rio de Janeiro em 1951 e, cinco anos depois, passou a integrar o Balé do Teatro Municipal do Rio. Em 1963, ingressou na Acadêmicos do Salgueiro, mas só assinou um desfile como carnavalesco em 1974. Passou por outras escolas de samba: Beija Flor, Viradouro, Rocinha, Grande Rio e Vila Isabel. Teve um AVC em 1997 e um segundo em 2004. Dois anos depois, afastou-se do carnaval. Nos últimos tempos, estava no Maranhão trabalhando em projetos da Secretaria da Cultura para a comemoração dos 400 anos de São Luís, em 2012. Faleceu aos 78 anos, no dia 17 de dezembro, com insuficiência cardíaca, renal e pneumonia.

Sérgio Britto
Ator, diretor, apresentador e roteirista de cinema, televisão e teatro. Sérgio Pedro Corrêa de Britto nasceu em 29 de junho de 1923 no Rio de Janeiro. Era estudante de Medicina quando, no dia 22 de novembro de 1945, subiu ao palco pela primeira vez no papel de Benvoglio, em uma montagem de Romeu e Julieta. Formou-se em Medicina e recebeu o diploma em janeiro de 1948. Quatro dias depois, estreou no papel de Horácio na montagem de Hamlet. Cobrado pelo pai para que se dedicasse à Medicina, preferiu ficar com o teatro, tornando-se um dos mais consagrados atores brasileiros de todos os tempos. Apaixonado por teatro, foi fundador da companhia Teatro dos Sete com Fernanda Montenegro e Ítalo Rossi, na década de 1950, e idealizou o Teatro dos Quatro, conhecido por seu repertório experimental. Na tevê, criou o Grande Teatro Tupi, que exibia peças famosas adaptadas para televisão. Participou de mais de 30 produções de tevê como ator e diretor. Dirigiu a primeira novela da TV Globo, Ilusões Perdidas, em 1965. No cinema, atuou em mais de 15 filmes. Nos últimos anos, apresentava o programa Arte com Sérgio Britto, na TV Brasil. Faleceu aos 88 anos, no dia 17 de dezembro, por problemas cardiorrespiratórios, no Rio de Janeiro.

João Bittar
Fotógrafo. João Bittar nasceu no dia 14 de março de 1951, em São Paulo. Começou a fotografar aos 17 anos. Trabalhou nos principais veículos de informação do país, como Folha de S. Paulo, Diário de S.Paulo, Veja, Exame, Gazeta Mercantil, Época e IstoÉ. Atualmente, trabalhava na agência Angular Fotojornalismo, criada por ele em 1985. Dentre suas fotos mais conhecidas está uma de Lula, então metalúrgico, com o umbigo de fora durante uma convenção da categoria em 1979. Faleceu aos 60 anos, em 18 de dezembro, de um infarto fulminante.

Eles nos deixaram em 2011

Vamos ao momento da saudade. Artistas, escritores e pensadores, que enriquecem nossas vidas e nos deixam meio órfãos quando se vão. Esta é a primeira parte da lista das personalidades do meio artístico-cultural brasileiro que perdemos este ano. São 12 nomes que sempre lembraremos. (veja também a segunda parte)

John Herbert
Ator, produtor e diretor. Atuou na tevê, no teatro e no cinema. Nasceu em São Paulo no dia 17 de maio de 1929. Foi casado por 20 anos com a atriz Eva Wilma, com quem teve dois filhos e protagonizou o seriado Alô, Doçura! nas décadas de 1950 e 1960. Na tevê e no cinema, fez mais de cem trabalhos. Era casado, há 30 anos, com Claudia Librah. Faleceu aos 81 anos, no dia 26 de janeiro, de enfisema pulmonar.

Geórgia Gomide
Elfriede Helene Gomide Witecy nasceu em São Paulo no dia 17 de agosto de 1937. Muito conhecida por representar tipos italianos, Geórgia era, na verdade, descendente de alemães. Pioneira da tevê no Brasil, atuou em mais de 40 produções durante quatro décadas. Começou sua carreira em 1963, na TV Tupi, na novela Moulin Rouge, a Vida de Toulouse-Lautrec. Em 1966, junto a Vida Alves, protagonizou o primeiro beijo homossexual na tevê brasileira em Calúnia (TV Tupi). Morreu aos aos 73 anos, no dia 29 de janeiro, vítima de uma infecção generalizada.

Nildo Parente
Ator de teatro, tevê e cinema, Nildo Parente nasceu em Fortaleza (CE) em 1934. Em mais de 40 anos de carreira, atuou em quase cem produções de tevê e cinema. Na tevê, ele participou do elenco de novelas como Anos rebeldes, O dono do mundo, Paraíso tropical, América e Senhora do Destino. No cinema, trabalhou em clássicos como Memórias do Cárcere (1984), Gabriela, Cravo e Canela (1983) e São Bernardo (1971). Seu último trabalho em cinema foi em 2010, como um juiz, em Chico Xavier. Faleceu aos 76 anos, no dia 31 de janeiro, no Rio de Janeiro, depois de um mês hospitalizado por conta de um AVC.

Isabella Cerqueira Campos
Atriz de cinema, televisão e teatro, nasceu em Novo Mundo, na Bahia, no dia 27 de julho de 1938. Foi protagonista do filme Capitu, dirigido por Paulo Cezar Saraceni, um marco do Cinema Novo. Antes de se tornar atriz, trabalhou como comissária de bordo e foi modelo em Paris. Faleceu aos 72 anos, no dia 2 de fevereiro, de câncer de mama.

Benedito Nunes
Professor, filósofo, crítico literário, ensaísta, escritor premiado, Benedito José Viana da Costa Nunes nasceu no dia 21 de novembro de 1929 em Belém (PA). Foi um dos fundadores da Faculdade de Filosofia do Pará (depois integrada à Faculdade Federal do Pará). Em 1989, publicou O Drama da Linguagem – Uma Leitura de Clarice Lispector, ensaio literário sobre a escritora. Em 2010, por A Clave do Poético, recebeu o prêmio Jabuti na categoria Crítica Literária e o prêmio Machado de Assis da Academia Brasileira de Letras, pelo conjunto da obra. Faleceu aos 81 anos, no dia 27 de fevereiro, no Hospital Beneficência Portuguesa de Belém (PA), onde estava internado há dez dias.

Moacyr Scliar
Médico e escritor, nasceu em 23 de março de 1937, em Porto Alegre. Seu primeiro livro foi Histórias de médico em formação (1962). Publicou mais de 70 livros de diversos gêneros literários. Escrevia para os jornais Zero Hora e Folha de S. Paulo. Era membro da Academia Brasileira de Letras desde 2003. Ganhou três vezes o Prêmio Jabuti. Faleceu aos 73 anos, no dia 27 de fevereiro, por falência múltipla de órgãos devido às consequências de um acidente vascular cerebral (AVC).

Aracy Guimarães Rosa
Foi a segunda mulher do escritor João Guimarães Rosa. Prestou serviços ao Itamaraty no Consulado Brasileiro em Hamburgo e é conhecida por ter ajudado muitos judeus, que fugiam do Holocausto, a entrarem ilegalmente no Brasil durante o governo de Getúlio Vargas. Quando Guimarães Rosa foi para a Alemanha, deixou mulher e duas filhas no Brasil. Conheceu Aracy e se apaixonaram. Voltaram juntos ao Brasil e, em 1942, casaram-se por procuração, no México, já que ainda não existia o divórcio aqui. Ficaram juntos até a morte dele, em 1967. Durante os quase 30 anos de romance, o escritor publicou toda a sua obra. O livro Grande Sertão: Veredas foi dedicado a Aracy. Ela sofria do Mal de Alzheimer e faleceu aos 102 anos, no dia 3 de março.

Lula Cortês
Cantor, compositor, artista plástico e escritor. O pernambucano Luiz Augusto Martins Côrtes nasceu no dia 9 de maio de 1949, no Recife. Uma de suas obras mais famosas foi o disco Paêbirú, gravado na década de 1970 com Zé Ramalho. Foi um dos pioneiros na mistura do rock com ritmos nordestinos. Faleceu aos 61 anos, em 26 de março, vítima de um câncer na garganta.

Luciana de Moraes
Era filha do poeta e compositor Vinicius de Moraes com sua terceira esposa, Lila Bôscoli. Era também sobrinha de Ronaldo Bôscoli. Foi encontrada morta, aos 55 anos, na manhã do dia 28 de abril, em frente a calçada do prédio onde morava. Segundo informações policiais, ela teria cortado os pulsos e pulado do terceiro andar.

José Renato Pécora
Zé Renato nasceu em São Paulo, em 1926. Foi fundador e idealizador do Teatro de Arena. Dirigiu o espetáculo Eles Não Usam Black-Tie, considerado um marco do teatro brasileiro. Foi aluno da primeira turma da Escola de Arte Dramática da USP, tendo se formado em 1950. Concentrado na função de diretor, não atuava havia 55 anos, até aceitar o convite para integrar o elenco de 12 Homens e uma Sentença, seu último trabalho. Faleceu aos 85 anos, no dia 2 de maio, de infarto.

Abdias do Nascimento
Pintor, escritor, jornalista, poeta, ator, político e ativista do movimento negro. Nasceu no dia 14 de março de 1914 na cidade de Franca (SP). Foi deputado federal e suplente de Darcy Ribeiro no Senado, tendo assumido a cadeira entre 1991 e 1992 e de 1997 a 1999. Começou a militar na década de 30, quando ingressou na Frente Negra Brasileira. Quando o regime militar promulgou o Ato Institucional nº 5, Abdias estava nos Estados Unidos e foi impedido de retornar ao Brasil. Seu exílio durou 12 anos. Em 1994, fundou o Teatro Experimental do Negro. Em 2010, foi indicado ao Prêmio Nobel da Paz por sua defesa dos direitos humanos dos afrodescendentes. Recebeu honrarias dos Estados Unidos, Nigéria, México, Unesco e ONU. No Brasil, recebeu a Ordem do Rio Branco, no grau de Comendador, a honraria mais alta outorgada pelo governo brasileiro. Faleceu aos 97 anos, no dia 23 de maio, no Rio de Janeiro, de insuficiência cardíaca.

Wilza Carla
Vedete, atriz e humorista. Nasceu no dia 29 de outubro de 1935, em Niterói (RJ). Começou a carreira artística como vedete do teatro de revista e, depois, fazendo papéis sensuais e cômicos em filmes da época das chanchadas. No cinema, participou de mais de 40 produções. Na tevê, seu trabalho mais conhecido foi como Dona Redonda na novela Saramandaia (1976). A geração dos anos 1980 acostumou-se a vê-la como jurada no programa de calouros de Sílvio Santos. Ainda jovem, Wilza Carla começou a ter vários problemas de saúde, que foram se agravando com a obesidade. Era diabética e tinha problemas cardíacos. Em1994, sofreu um AVC e quase não saiu da cama desde então. Quem a viu nos anos 1950, tem outra lembrança: a de uma mulher linda, de corpo escultural. Faleceu em São Paulo, aos 75 anos, no dia 19 de junho. Foi sepultada no Cemitério do Caju, no Rio.

Veja também a segunda parte

O branqueamento de Machado de Assis

Em setembro, a Caixa Econômica Federal começou a veicular um comercial em comemoração aos seus 150 anos. Nele, a atriz Glória Pires narra parte da história do escritor Machado de Assis, que teria sido correntista no banco. O detalhe é que o mulato Machado apareceu branco no comercial. As reações foram imediatas, inclusive por parte de outros órgãos do Governo Federal. A exibição foi suspensa, a Caixa reconheceu o erro e, no mês seguinte, lançou uma nova versão com Machado de Assis representado por um ator negro e apresentado por Ailton Graça, outro ator negro, enfatizando que a mudança era uma questão de respeito ao povo brasileiro.

Relembre as principais notícias sobre a polêmica da mudança de cor de Machado de Assis:

Ator branco faz escritor mulato em comercial e causa polêmica
Caixa se explica após “branquear” Machado de Assis em comercial
A Caixa Econômica Federal, a política do branqueamento e a poupança dos escravos
Caixa Econômica tira do ar propaganda com Machado de Assis branco
Após críticas, Caixa troca ator em propaganda com Machado de Assis

O fim do Cine Belas Artes

A notícia foi dada no primeiro fim de semana do ano e a agonia durou até meados de março. O Cine Belas Artes, um dos últimos cinemas de rua de São Paulo, ia fechar. O espaço já havia passado por situações semelhantes. A última vez tinha sido em 2002. Reabriu em 2004 e foi apresentado a uma nova geração, que só conhecia cinemas de shopping. Gritaria nas redes sociais, manifestações, tentativas de patrocínio e acordo (entre os locatários e o dono do prédio), pedidos de tombamento… Aconteceu de tudo, mas o Belas Artes acabou fechando. Em outubro, foi autorizado o início do processo de tombamento. Até que seja finalizado, o proprietário do imóvel não poderá dar nenhum outro fim ao edifício.

Relembre as principais notícias sobre o fechamento do Cine Belas Artes:

06/01 ► Após 43 anos, Belas Artes vai fechar as portas em São Paulo
09/01 ► Cine Belas Artes faz retrospectiva até a sessão final
10/01 ► Manifestantes protestam contra fim do cinema Belas Artes
13/01 ► Movimento pró-Belas Artes faz pressão por tombamento
16/01 ► Sem acordo, Belas Artes vai mesmo fechar
24/02 ► Patrocínio mais alto dá sobrevida ao Belas Artes
17/03 ► Última noite do Cine Belas Artes ocorre sob manifestações
03/10 ► Condephaat autoriza início de processo de tombamento do Cine Belas Artes

Ana de Hollanda, a equilibrista

No primeiro ano de governo da presidenta Dilma, sete ministros caíram. Ana de Hollanda, ministra da Cultura, já assumiu sob pressão; foi criticada pela retirada da licença Creative Commons do site do ministério; viu Emir Sader, indicado à presidência da Casa Rui Barbosa, cair sem assumir; recebeu e devolveu diárias indevidas; passou por polêmicas a respeito de direitos autorais, do Procultura, da Lei Rouanet e da autorização para captação de mais de um milhão de reais para o blog de Maria Bethânia. No final de novembro, teve que desmentir publicamente o boato espalhado por seu desafeto, Emir Sader, de que sua saída era certa. Termina o ano no cargo, mas só Dilma saberia dizer se “firme e forte”.

Relembre as principais notícias relacionadas a Ana de Hollanda e ao Ministério da Cultura em 2011:

31/12 ► Ana de Hollanda já vai assumir Cultura sob pressão
03/01 ► Nova ministra – Ana de Hollanda comanda, a partir de hoje, Ministério da Cultura
12/01 ► Antonio Grassi, o homem forte por trás de Ana de Hollanda, volta à Funarte
22/01 ► MinC abre polêmica após retirada da licença Creative Commons do site do ministério
22/01 ► Licença de uso – Nota de esclarecimento do Ministério da Cultura
27/01 ► Ana de Hollanda critica Lei Rouanet e defende Procultura
27/02 ► Ana de Hollanda é “meio autista”, diz Emir Sader
02/03 ► Emir Sader cai sem assumir Casa de Rui Barbosa após críticas a Ana de Hollanda
04/03 ► Ana de Hollanda, ministra da Cultura, reage e diz que não se sente acuada
16/03 ► Maria Bethânia poderá ter R$ 1,3 milhão para criar blog
28/03 ► Ana de Hollanda se esforça para tocar uma agenda positiva no MinC
04/05 ► Ministra na berlinda – Crescem boatos sobre sua queda iminente
07/05 ► Ministra Ana de Hollanda recebe diárias por fins de semana no Rio
09/05 ► Ministra Ana de Hollanda vai devolver diárias que recebeu sem trabalhar
12/05 ► Caetano Veloso sai em defesa de Ana de Hollanda
31/05 ► Ana de Hollanda diz que os interesses do autor são prioridade
14/06 ► Ana de Hollanda no Programa do Jô

21/10 ► Emir Sader diz que Ana de Hollanda foi demitida; MinC nega
26/11 ► Ana de Hollanda diz que sua saída da Cultura não passa de especulação
20/12 ► Lei Rouanet se aproxima do fim aos 20 anos

Elvira Pagã

Elvira Olivieri Cozzolino nasceu em Itararé (SP), no dia 6 de setembro de 1920. Sua família mudou para o Rio de Janeiro quando ela ainda era criança. Estudou no Colégio Imaculada Conceição, em Botafogo. Com a irmã Rosina, organizava festas das quais participavam vários artistas, dentre os quais os integrantes do Bando da Lua. Em 1935, estreou com a irmã num show de inauguração do Cine Ipanema, quando a dupla foi batizada como Irmãs Pagãs pelo apresentador Heitor Beltrão. No ano seguinte, apareceriam em dois filmes: Alô, alô, Carnaval, de Wallace Downey, João de Barro e Alberto Ribeiro; e Cidade mulher, de Humberto Porto, onde apresentaram a música título (de Noel Rosa), cantando com Orlando Silva. Ainda com a irmã, excursionou por quatro meses pela Argentina, Peru e Chile. Juntas, gravaram 13 discos.

Além dos filmes já citados, participou de vários outros: O Bobo do Rei (1937), Favela (1939), Laranja da China (1940), Dominó Negro (1949), Carnaval do Fogo (1949), Echarpe de Seda (1950) e Aviso aos Navegantes (1950). Passou por vários selos: Star, Carnaval, Todamérica, Marajoara e Ritmos. Por este último, gravou em 1954 seu último disco, no qual registrou a marcha Marreta o bombo e o samba Condenada, de sua autoria.

Sua carreira continuou como estrela do teatro de revista. Alcançou grande notoriedade como vedete e foi considerada uma das mais belas mulheres de sua época. Elvira Pagã também ficou conhecida como a primeira mulher na América Latina a usar biquíni em uma praia, no início da década de 50, em Copacabana. Em termos de beleza e ousadia, disputava com Luz del Fuego.

Nos anos 1970, já havia abandonado a carreira artística e passou a se dedicar a temas místicos. Foi se tornando mais temperamental, arredia e pouco afeita ao contato com outras pessoas. Isolou-se em seu apartamento, em Copacabana. Morreu aos 82 anos em 8 de maio de 2003. A morte só foi revelada três meses depois. Seu corpo teria sido enterrado no sul de Minas Gerais, em uma estância hidromineral. (Com informações do Dicionário Cravo Albin da Música Popular Brasileira, Folha de S. Paulo e IMDb)