Janeiro de 2012

Uma biografia de Maria Bonita, todos os romances de Machado de Assis em hipertexto, livro sobre a história do design gráfico no Brasil, fechamento de livraria tradicional, chegada de nova editora ao país, as crônicas do jovem Drummond, a ruidosa despedida de Rita Lee dos palcos e uma foto até então inédita de Tim Maia de cuecas foram alguns dos principais assuntos em janeiro de 2012.

► Dois anos após inundação São Luiz do Paraitinga está 80% reconstruída – http://migre.me/7nabM

► Apenas sete habitantes vivem em cidade fantasma no sertão do Ceará – http://migre.me/7nzkk

► Romances de MACHADO DE ASSIS em hipertexto – http://migre.me/7oLX4

••► Poemas de GREGÓRIO DE MATOS em hipertexto. http://migre.me/7oLXG

► Centro histórico de Salvador entra na lista dos sítios do patrimônio mundial em risco. – http://migre.me/7okMD

► DC Comics lança obras de quadrinistas brasileiros. http://migre.me/7pdjJ

► Documentário celebra dez anos de Cidade de Deus. http://migre.me/7suwf

► Rainha do cangaço MARIA BONITA ganha estudo da neta em seu centenário. http://migre.me/7sUf1

► Polícia prende acusado de roubar óculos de LAMPIÃO após pedido de resgate. http://migre.me/7uASJ

► Após 40 anos, Livraria Camões anuncia fim das atividades. http://migre.me/7uBXG

► Bom momento do Brasil motiva chegada de editora portuguesa. http://migre.me/7wgEf

► Megalivro revê a história do design gráfico no Brasil. http://migre.me/7GxGx

► O despertar de CARLOS DRUMMOND DE ANDRADE. http://migre.me/7DMnO

► As primeiras crônicas do jovem DRUMMOND. http://migre.me/7DMo8

► Secretaria de Segurança Pública de SP exalta “Revolução” de 64 em página oficial. http://migre.me/7HDZl

••► O CRUZEIRO, como grande parte da imprensa da época, apoiou e festejou o golpe de 64. http://migre.me/7HFsO

► Aos 88 anos, PAULO VANZOLINI, cientista e embaixador do samba paulista, ganha o devido reconhecimento. http://migre.me/7GrT0

► No dia 22 de janeiro, RITA LEE anuncia aposentadoria dos palcos durante show no Rio de Janeiro. http://migre.me/7DMmo
Dia 29 – Rita Lee é detida após show em Aracaju http://migre.me/7IBOI, mas foi logo liberada http://migre.me/7IBQ0
Dia 30 – Marido de Rita Lee lembra prisão de 1976 e ajuda de Elis Regina. http://migre.me/7KCST
Dia 31 – Governador de Sergipe diz que não vai processar Rita Lee. http://migre.me/7KCSk

► Quase 14 anos depois de sua morte, surge uma foto de TIM MAIA apenas de cuecas e camisa rasgada. A imagem se espalha pelo Facebook e logo é censurada pelos “procuradores de Tim Maia”. Sandro Fortunato, editor do Memória Viva, comenta em seu blog no texto Retrato do Grão-Mestre Varonil » http://migre.me/7IMjf

* * * * * * * *

 Falecimentos

► 03/01 – Morre a poeta e militante BEATRIZ RYFF. http://migre.me/7oySR

► 15/01 – Morre, aos 91 anos, SEU TEODORO um dos mestres da cultura popular do Distrito Federal. http://migre.me/7ylzl

► 16/01 – Escritor BARTOLOMEU CAMPOS DE QUEIRÓS morre aos 66 anos. http://migre.me/7yJcw

► 16/01 – Morre em São Paulo diretor de teatro FERNANDO PEIXOTO. http://migre.me/7yjJC

► 17/01 – Morre a cantora CARMINHA MASCARENHAS. http://migre.me/7zrDr

► 30/01 – Cineasta LINDUARTE NORONHA morre em hospital de João Pessoa. http://migre.me/7JQd6

* * * * * * * *

Efemérides, homenagens e destaques do Memória Viva

01/01 – 86 anos de MARIA DELLA COSTA
••► Álbum com 15 fotos da atriz » http://migre.me/7mTkc

06/01 – 414 anos da Fortaleza dos Reis Magos em Natal (RN)
••► Veja álbum especial preparado pelo Memória Viva » http://migre.me/7qJSW

9/01 – 92 anos do nascimento de JOÃO CABRAL DE MELO NETO
► JOÃO CABRAL recitando trecho de Morte e Vida Severina . http://migre.me/7suuZ
Morte e Vida Severina em desenho animado. http://migre.me/7suvz

••► [na íntegra] Entrevista de CLARICE LISPECTOR a´O Pasquim (1974) http://migre.me/7wuWG

••► 18/01 – 78 anos do nascimento de MAURO GONÇALVES, o ZACARIAS » http://migre.me/7AjAj

19/01 – 30 anos da morte de ELIS REGINA
► “Geniosa”, “exigente” e “kamikaze”, ELIS REGINA morria há 30 anos. http://migre.me/7AvQe
► ELIS REGINA: uma “garimpeira” da música brasileira. http://migre.me/7AvRp
► Para historiadora, ELIS REGINA representa uma síntese da MPB. http://migre.me/7AvS0
► A falta que ELIS faz. http://migre.me/7AvSs
► Aniversário de morte de ELIS REGINA vai render lançamentos e reedições. http://migre.me/7AvSN
► Mostra multimídia marca os 30 anos da morte de ELIS REGINA. http://migre.me/7yjJV
► Discos e livros lembram vida e músicas de ELIS REGINA. http://migre.me/7yjKw

19/01 – 70 anos do nascimento de NARA LEÃO
► A lição de NARA: não é preciso gritar para fazer barulho. http://migre.me/7AsKe
► Site oficial de NARA LEÃO » www.naraleao.com.br
••► NARA LEÃO em 17 momentos » http://migre.me/7AuUL
••► [na íntegra] Entrevista de NARA LEÃO a’O Pasquim (1969) » http://migre.me/7AsKu

► Em 20/01/1866 nascia EUCLIDES DA CUNHA. Baixe Os Sertões e outras obras de sua autoria. http://migre.me/7Bi2D

► Em 20/01/1951 era inaugurada a TV TUPI do Rio de Janeiro. Baixe o livro que conta sua história. http://migre.me/7Bidu

22/01, 35 anos sem MAYSA.
••► MAYSA em entrevista a’O Pasquim (julho de 1969) » http://migre.me/7KI8x

25/01 – 85 anos do nascimento de TOM JOBIM
► Documentário musical abre o ano TOM JOBIM nos cinemas. http://migre.me/7zsmP
••► TOM JOBIM em 20 fotos » http://migre.me/7Fzrr

25/01 – 458 anos de SÃO PAULO
••► SÃO PAULO ANTIGA – 38 imagens dos séculos XIX e XX » http://migre.me/7FEM1
► Conheça SÃO PAULO por meio de suas ruas (anos 50, 60, 70 e 80) http://migre.me/7ECyt
••► 50 fotos para mostrar que SÃO PAULO continua linda no século XXI. » http://migre.me/7FPJa

► 27/01 – WALDIR AZEVEDO, 89 anos – www.waldirazevedo.com.br

► 30/01 – Centenário de HERIVELTO MARTINS será comemorado em poucos eventos. http://migre.me/7Jzlk

 

Hebe na “Playboy”

Revista Playboy, fevereiro de 1987: “(…) com seu bom humor, suas gafes históricas, sua malícia ou sua aparente inocência de Branca de Neve que chora e ri à toa, Hebe Camargo tem entre seus orgulhos o de ter apresentado Chico Buarque pela primeira vez na TV e o de ter aberto câmaras e microfones, em plena censura, para perseguido políticos, como Plínio Marcos.

Hebe havia estreado no SBT há menos de um ano quando deu esta entrevista em que fala sobre amores secretos, cantadas de políticos (até de presidente!), sexo e, claro, televisão.

Para ler a matéria na íntegra, clique aqui e baixe o arquivo em PDF.

Hebe em “Realidade”

Depois que voltei do Vietnam com certa marcada guerra, fui levado a comparecer a vários programas de televisão. Quando me convidaram para o Hebe, um amigo se adiantou:
– Recuse, recuse. Ela vai acabar dizendo que sua perna “é uma gracinha”…
O pessoal da revista achou eu devia ir, eu fui. (…) estava pronto para engrossar à primeira provocação.”

É assim que José Hamilton Ribeiro inicia sua matéria sobre Hebe Camargo na edição 44, de novembro de 1969, na revista Realidade. Para ler a matéria na íntegra, clique aqui e baixe o arquivo em PDF.

Kaddhafi em “Realidade”

Líder incontestável da Líbia, um dos países mais ricos do mundo, um coronel de pouco mais de trinta anos faz a revolução com base na lei de Maomé. Assim era apresentado Muammar Kaddhafi na reportagem de Nello Ajello, da revista italiana L’Espresso, publicada no Brasil por Realidade, edição 90, de setembro de 1973.

Para baixar a reportagem completa, clique aqui.

A Cronologia dos Quadrinhos

O Jornal da ABI – Associação Brasileira de Imprensa acaba de lançar, em sua edição de número 362, o especial A cronologia dos quadrinhos 2. São 27 páginas dedicadas a elencar o surgimento de personagens, revistas, editoras e fatos marcantes da história da arte sequencial no Brasil e no mundo, entre 1950 e 1977. Os textos são de Otacílio d’Assunção, o Ota, e Francisco Ucha. As outras 19 páginas da edição são dedicadas a uma grande entrevista com Mauricio de Sousa, uma crônica do “pai” da Turma da Mônica e matérias sobre Adolfo Aizen e a Ebal – Editora Brasil-América, Jayme Cortez, Floriano Hermeto (criador da revista O Judoka, que assinava FHAF) e Will Eisner.

Essa iniciativa de estabelecer uma cronologia dos quadrinhos começou em novembro de 2009, na edição 348, quando foi publicada a primeira parte do especial, com textos somente de Ota. A primeira parte vai das pinturas rupestres de 30000 antes de Cristo a 1949. A terceira e última parte  deve sair no segundo semestre deste ano, cobrindo de 1978 a 2011.

Segundo o editor Francisco Ucha, esses exemplares estarão à venda, em breve, na gibiteria Comix e na HQMix Livraria, em São Paulo, e nas lojas da Livraria da Travessa, no Rio de Janeiro. As duas edições também podem ser acessadas via web. Basta clicar nos links a seguir: parte 1 e parte 2.

Bello Horizonte

O Arquivo Público Cidade de Belo Horizonte (APCBH) digitalizou e disponibilizou 50 números da revista Bello Horizonte, publicação semanal que começou a circular na década de 1930. Os exemplares são referentes ao período de setembro de 1933 a dezembro de 1947. A revista mais antiga da coleção da APCBH é a edição de número 3.

A revista Bello Horizonte era publicada na capital mineira e possuía conteúdo literário e noticioso. Trazia ainda contos, humor e reportagens sobre moda.

Clique aqui para acessar os 50 exemplares digitalizados.

Clowns de Shakespeare lançam revista Balaio

balaio.jpgNatal – O Grupo de Teatro Clowns de Shakespeare lança neste sábado, 12, a primeira edição da Revista Balaio. A publicação, que terá periodicidade semestral, será um espaço para o grupo desenvolver uma reflexão crítica sobre a sua prática e seu pensamento, assim como para seus colaboradores e outros artistas e pesquisadores que compartilhem deste fazer teatral.

A primeira edição da revista é aberta pelo artigo Memórias de Coletivos Teatrais: breves apontamentos de percursos e andanças, do professor e diretor paulista Alexandre Mate. O artigo faz um levantamento das publicações realizadas por grupos de teatro do país, assim como enaltece a importância destes para a memória do teatro contemporâneo brasileiro.

Em seguida, a revista é preenchida pelo Dossiê Ricardo III, que trata da incursão pelo interior potiguar que o grupo fez em 2008, com o projeto Caravana de Investigação Cênica, pesquisando o texto do dramaturgo William Shakespeare que dá nome ao dossiê. Este projeto, viabilizado pelo Programa BNB de Cultura 2009, passou pelas cidades de Angicos, Assu, Santa Cruz, Currais Novos e Natal, e foi detalhadamente registrado pelos atores do grupo, em artigos publicados na revista. Além disso, a Balaio também traz curtos artigos escritos por artistas locais, com depoimentos sobre a experiência da passagem do grupo em cada cidade.

Na seção Fricções, um bate-papo virtual com dois dos mais importantes pesquisadores de Shakespeare no país: a mineira Aimara da Cunha Resende e o cearense radicado em Salvador Marcos Barbosa.

A revista traz encartado um DVD com o documentário Ricardo III – O Processo, sobre o projeto Caravana de Investigação Cênica. Este documentário também será exibido no lançamento da revista, seguido de um bate-papo com os atores do grupo sobre o projeto.

SERVIÇO
Lançamento da Revista Balaio
No Barracão Clowns (Rua Amâncio Ramalho, 08, prox. à UNP da Salgado Filho)
Sábado, 12 de setembro, às 20h
Mais informações: (84) 3221-1816 ou pelo e-mail desembucha@clowns.com.br

Dom Getúlio Vargas, Primeiro e Último

gv55head.jpg

Excerto de texto de autoria de Constantino Paleólogo, escritor, tradutor, jornalista e advogado, na revista A Cigarra, da qual era diretor, em 1954.

gv_cigarra.jpgTenho hoje trinta e dois anos de idade, sendo vinte quatro vividos sob o signo de Getúlio Vargas. Posso falar, por conseguinte; posso prestar o meu depoimento; posso dizer em que espécie de atmosfera vivi durante esse período no qual se formou a minha personalidade. Quando eu usava calças curtas, meu pai costumava chamar-me e, diante das visitas, fazia-me a indefectível pergunta: “Quem vai ganhar as eleições?” Respondia-lhe eu, com absoluta convicção: “Getúlio Vargas”. E desde então, até a trágica madrugada de agosto, uma só e única figura dominou de maneira completa, onipresente e onisciente, o panorama da vida brasileira: Getúlio Vargas.

(…)

O Sr. Getúlio Vargas, na trágica madrugada do mês de agosto, deu um tiro no coração e retirou-se da vida, desta vida que lhe foi pródiga em toda espécie de benefícios. Contava mais de setenta anos, alcançara o máximo que um político pode alcançar. Apeado do poder em 1945, foi eleito pelo povo na campanha memorável que o trouxe de volta ao Catete. As esperanças de todos concentravam-se nele, inclusive a minha, de toda a minha geração, mas vimo-lo cercar-se desde os primeiros dias dos piores tipos de homens, vimo-lo, por intermédio do Sr. Jango Goulart, lançar-se deliberadamente na criação de um novo clima que lhe possibilitasse destruir a nossa frágil democracia renascida.

Afastaram-se do Sr. Getúlio Vargas todos os homens que poderiam reclamar para si algum respeito. Permaneceram apenas os que lhe exploravam a autoridade e velho prestígio que a sua personalidade magnética e fascinante lhe dera junto ao povo. E quando a imprensa, pela voz de Carlos Lacerda, desmascarou a hediondez moral dos que o cercavam, só restou a Getúlio Vargas matar-se, para não ver os seus últimos anos de vida maculados com a pior das manchas.

Não nos alegramos com a sua morte porque a morte não é motivo de alegria para ninguém. Não nos entristecemos com sua morte porque a nossa também é certa, hoje ou amanhã.

Lamentamos apenas que tenha sido preciso o seu sangue para marcar o início de uma nova era, a era realmente democrática pela qual todos os brasileiros ansiavam, sobretudo aqueles que em 1930 ainda usavam calças curtas e passaram a mocidade privados de todos os direitos políticos, de todos esses direitos que tornam digna de ser vivida a vida do cidadão de uma República. Teremos, doravante, governos medíocres, governos excepcionais, governos medianos, segundo a consciência política dos eleitores, mas em cada qüinqüênio manifestaremos de maneira positiva e contundente a nossa aprovação ou o nosso repúdio àqueles aos quais delegamos poderes para governar-nos.

Getúlio Vargas ocupa, sozinho, uma grande porção da nossa História, com algumas realizações cujo mérito ninguém poderá discutir. Não haverá outro que o imite. Isto nos deixa tranqüilos e nos permite trabalhar em paz.

 

Bilhetes de Getúlio Vargas são encontrados

gv55head.jpg

A Folha de S. Paulo, em sua edição de hoje, 24 de agosto, traz matéria do repórter Marcos Strecker sobre a descoberta de bilhetes redigidos pelo presidente Getúlio Vragas ao seu chefe da Casa Civil entre 1951 e 1954, Lourival Fontes.

Segundo a matéria, publicada no caderno Ilustrada, “a existência dos documentos de Lourival Fontes era conhecida desde os anos 60, mas sua extensão e seu paradeiro eram ignorados. Estavam com a família de outro político sergipano – Lourival Baptista”. Seu filho, que mora em Florianópolis, mostrou ao jornal os primeiros 454 manuscritos de 1951, encontrados neste ano.

Leia mais em www1.folha.uol.com.br/folha/ilustrada/ult90u613851.shtml.